Produção

Direção

Carlos Eduardo Prazeres, Fundador e Diretor Executivo

Fundador do Projeto Estrada Cultural e criador da Orquestra Maré do Amanhã, Carlos Eduardo Prazeres decidiu transformar a dor em caminho para transformação de vidas. Filho do Maestro Armando Prazeres, sequestrado e assassinado em 1999, Carlos Eduardo escolheu a Maré para iniciar uma revolução transformadora com crianças e adolescentes das escolas públicas da região onde, supostamente, moraria o assassino de seu pai. O projeto vem revelando talentos e mudando vidas, sendo já referência de qualidade e seriedade.
Formado em Jornalismo pela PUC e em Letras pela UERJ, Carlos Eduardo trabalhou por 16 anos na ORQUESTRA PETROBRAS SINFÔNICA, levando o grupo a tornar-se a melhor orquestra do Rio de Janeiro e a segunda melhor do país até sua saída, em fevereiro de 2008.
Enquanto lá esteve, com ideias inovadoras, a orquestra não parou de crescer. Foi através dele que o conjunto iniciou uma parceria de sucesso com a MPB, numa exitosa gravação/turnê com a cantora Gal Costa, que originou o premiadíssimo “CD Acústico”, e com o cinema nacional – foram diversas trilhas gravadas pela orquestra, tais como “Carlota Joaquina”, “Bela Donna”, “Tainá”, “Aleijadinho”, “O Guarani”, entre outras.
Junto ao maestro Roberto Tibiriçá, criou os três mais importantes concursos de música da história recente do país: Concurso Armando Prazeres para jovens solistas, Concurso Eleazar de Carvalho para jovens regentes e Concurso Cláudio Santoro para jovens compositores, este último em parceria com a Academia Brasileira de Música.
Sob sua liderança, formou-se a mais talentosa equipe de produção do país. Enxuta, com apenas 10 integrantes, a equipe de produção da OPES foi referência no I Encontro de Orquestras Sinfônicas, promovido pela OSESP em 2006.
Em ambas as ocasiões, Prazeres destacou-se, tendo, no encontro promovido pela OSESP, liderado os presentes para a criação da Liga das Orquestras Sinfônicas Brasileiras.

Coordenadores

Filipe Barreto Köchem, Coordenador Artístico

Filipe Köchem, formado em violino pela EMVL, possui experiência adquirida ao longo dos 25 anos de carreira na prática dos principais instrumentos de cordas de uma orquestra, fato este que auxiliou em muito no início de sua carreira como maestro. Atualmente, estuda regência orquestral em São Paulo com a Maestrina Ligia Amadio.  Em Petrópolis é  aluno do Maestro Antônio Gastão no núcleo do Conservatório Brasileiro de Música na Universidade Católica de Petrópolis, onde vem refinando e ampliando o conhecimento técnico nesta área. Participou recentemente, após aprovação em processo seletivo, do III Workshop Internacional de Regência Orquestral, com a Orquestra Filarmônica de Goiás, tendo aula com o renomado maestro inglês Neil Thomson.
Durante o Período a frente da Orquestra Maré do Amanhã apresentou-se nos mais renomados palcos do país como: Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Sala Cecília Meirelles, Sala da Cidade das artes (OSB), Theatro Municipal de Petrópolis, Theatro Municipal de Duque de Caxias, Theatro Municipal de São Luiz (Maranhão), Theatro Municipal de Maceió, Theatro Ulysses Guimarães (Brasília), entre outros. Tendo participado igualmente como Maestro de diversos programas de TV e séries, destaque especial para: Caldeirão do Huck, Fantástico, Globo Repórter, Jô Soares, Jornal Nacional.

Mônica Cardoso, Coordenadora Executiva

Formada em Comunicação Social, Mônica Cardoso trabalha há 15 anos como produtora cultural. De janeiro de 2000 até fevereiro de 2008, foi coordenadora de produção da Orquestra Petrobras Sinfônica onde atuou em importantes eventos, como a produção da Oitava de Mahler, na Praia de Copacabana, pelo Projeto Aquarius, no Festival de Música de Morélia, no México, na Mostra Internacional de Música de Olinda, entre outros.
Produziu várias edições do Concurso para jovens solistas Armando Prazeres, do Concurso para jovens regentes Eleazar de Carvalho e do Concurso para jovens compositores Cláudio Santoro. Além disso, foi produtora de 4 CDs e 2 DVDs da OPES.
Atuou na produção de concertos da Orquestra Filarmônica de Petrópolis e coordenou o núcleo do Projeto Ação Social pela Música, em Petrópolis.
Desde 2010, coordena o Projeto Estrada Cultural e a Orquestra Maré do Amanhã.

Julio Moreira, Coordenador de Comunicação

Julio Moreira é designer gráfico, formado em Desenho Industrial (Programação Visual) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi sócio da empresa Quattri Design e Comunicação e diretor de arte da Cittá Design e Comunicação, escritórios onde desenvolveu projetos para clientes como Departamento de Aviação Civil, Dataprev, Wall Works, Mirage, SEBRAE- RJ, Incubadoras de Empresas da Coppe e de Friburgo.
No ano de 2001, abriu sua própria empresa e começou atuar no mercado editorial, desenvolvendo projetos para editoras como Intrínseca, Ediouro, Agir, Desiderata, Nova Fronteira, Record, Nova Era, Best Seller, Editora Gente, Imago, Topbooks, HSM Editora, Federação Espírita Brasileira, entre outras. Entre 2007 e 2008 foi responsável por toda a programação visual da Orquestra Petrobras Sinfônica.
É sócio da designer Miriam Lerner na Equatorium Design (www.equatorium.com.br) e, desde 2010 é, também, designer e coordenador de comunicação da Orquestra Maré do Amanhã.

Silvia Regina dos Santos, Produtora

Silvia Regina dos Santos é formada em Direito pela Universidade Gama Filho e há 20 anos é ligada ao mundo da música. Esse conhecimento lhe valeu um convite para atuar em projeto social voltado ao ensino de música para crianças e adolescentes em uma área de risco, no Rio de Janeiro. E, desde 2013, atua como Coordenadora de núcleo no Projeto Estrada Cultural, no CIEP Ministro Gustavo Capanema, na Maré.

Simone Nascimento, Produtora

Simone Nascimento é formada em Comunicação Social com MBA em Gestão Cultural pela Universidade Cândido Mendes. Trabalhou na Elaboração de Projetos e Captação de Recursos no Projeto Esquina do Livro, Captou recursos para o Grupo de Ação Pesquisa e Orientação a Projetos Sociais – GAPOPS, atuou como Produtora no Evento de Música Gato Negro Tango. Ministrou oficinas de Elaboração e Enquadramento de Projetos no Campo Artístico e Cultural, em diversos municípios do estado do Rio de Janeiro e foi Consultora em Elaboração de Projetos para Leis de Incentivo à Cultura e Editais de Órgãos Governamentais, ambas atividades realizadas pelo Escritório de Apoio à Produção Cultural, associado à Coordenadoria de Economia Criativa – Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro – SECRJ .
Atualmente é Coordenadora de núcleo no Projeto Estrada Cultural.

Setor Jurídico

Wagner Danelon, Advogado

Advogado e pós-graduado em direito público (lato sensu) pela Universidade Gama Filho atua na cidade de Petrópolis/RJ, e preza bastante em orientar e representar juridicamente os mais necessitados (advocacia pro bono). Antes mesmo de concluir sua Graduação em Direito pela Universidade Católica de Petrópolis, já trabalhava na Defensoria Pública local, atuando na esfera cível e de família.
Posteriormente, foi nomeado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro como Conciliador do Juizado Especial Criminal da Comarca de Petrópolis, trabalhando na composição de danos de crimes de menor potencial ofensivo.
Fundou juntamente com dois sócios o escritório de Advocacia “Danelon, Köchem & Araújo” na cidade de Petrópolis/RJ onde atua na área cível, direito da criança e do adolescente, direito do consumidor, família, contratos e direito internacional (público e privado).
Foi professor de Direito constitucional e civil no Projeto Social FAE (Fundação de Apoio ao Estudante realizado por professores do colégio Dom Pedro II e parceiros), com aulas ministradas no C.E. Dom Pedro II em Petrópolis/RJ para que jovens e adultos conseguissem oportunidades em concursos públicos.

Parceiros

  • Mantenedora
    Logo Parceiros
  • Patrocinador Master
    Logo Parceiros
  • Logo Parceiros
  • Logo Parceiros
  • Logo Parceiros
  • Patrocinadores
    Logo Parceiros
  • Logo Parceiros
  • Realização
    Logo Parceiros
  • Logo Parceiros